GOL Linhas Aéreas completa 12 anos

Neste princípio de 2013, a maior companhia de linhas aéreas de baixo custo e melhor tarifa (passagens aéreas baratas) da América Latina, completa 12 anos de operações regulares. A trajetória de sucesso pode ser ilustrada com...

Leia Mais

Tempo de espera em aeroportos terá de ser menor

Autor GOL - Categoria Informações - 24 : June : 2015

Tags: , , ,

0

Secretaria de Aviação CivilAo que tudo indica as filas gigantes e demoradas em aeroportos nacionais estão com os dias contados.

Desde segunda – feira, treze de outubro, os aeroportos nacionais estão obrigados a reduzir o tempo de espera em filas do desembarque de voos internacionais. O maior problema é apresentado nas filas da Alfândega.

A partir desta semana o passageiro terá de ficar no máximo 16 minutos na fila da Polícia Federal e cerca de 8 minutos na fila da Receita Federal. O aeroporto que já registra tempos parecidos com estes é o Aeroporto do Galeão (Rio de janeiro).

Entre os terminais mais demorados estão os aeroportos de Manaus e Fortaleza. Porém, o caso mais grave é o observado no Aeroporto de Brasília, que muitas vezes a fila simplesmente não avança.

A redução no tempo de espera se dá por conta do bem estar dos passageiros. Muitos deles, voltando de voos internacionais longos estão exaustos. Chegando ao aeroporto ainda precisam enfrentar demoradas filas.

Bem verdade que os procedimentos são necessários e importantes, como por exemplo, carimbar o passaporte confirmando entrada no país novamente, ou o vistoria de bagagens. Metodologias básicas de segurança em qualquer terminal.

A medida foi tomada após um levantamento da Secretaria de Aviação Civil que constatou a lentidão nos aeroportos brasileiros. Apesar de alguns terminais apresentarem muita agilidade na vistoria de malas, a maioria demonstra lentidão em comparação com terminais internacionais.

O Aeroporto do Galeão, no Rio de Janeiro, possui uma média aceitável. O segundo menor tempo de espera foi apresentado no Aeroporto Salgado Filho, em Porto Alegre, seguido do terminal de Guarulhos, onde o tempo médio varia em torno de 20 minutos (entre Polícia Federal e Alfândega).

De acordo com a Secretaria de Aviação Civil, a redução do tempo de espera em filas nos aeroportos, além de gerar bem estar aos passageiros irá deixar o Brasil na média de terminais internacionais.

Secretaria de Aviação CivilMesmo com a norma, a Secretaria de Aviação Civil não irá punir os aeroportos que extrapolarem o tempo limite.

Os dois órgãos responsáveis: Polícia Civil e Receita Federal, receberam a norma sem grandes oposições e declararam colaborar com a Secretaria.

Brasil tem a Espanha como referência em gestão de aeroportos

Autor GOL - Categoria Aeroportos - 15 : April : 2015

Tags: , , , ,

0

Aeroportos RegionaisDurante seminário sobre Gestão de Aeroportos Regionais: experiência Aena, realizado durante os dias 29 e 30 de setembro, o Brasil pode conhecer melhor a experiência da Espanha em gestão de terminais regionais. O evento faz parte do projeto de expansão dos aeroportos regionais nacionais.

De acordo com o Ministro da Aviação Civil, Moreira Franco, o país (Espanha) foi escolhido por possuir grande experiência em aviação regional. O Ministro aponta que os espanhóis conseguiram formar uma estrutura que é capaz de deixar em harmonia aeroportos de grande e pequeno porte com diferentes formas de rentabilidade. Tudo através de um esquema de subsídios que privilegia a população.

Além de membros de estatais aeroportuárias, o seminário Gestão Aeroportos Regionais contou com a presença da empresa espanhola Ineco, que é responsável por fornecer serviços de infraestrutura de transporte em mais de quarenta e cinco países diferentes.

Manuel de La Cámara Hermoso, embaixador da Espanha no Brasil, enfatiza que o país enfrentou os mesmo desafios que o Brasil enfrenta no que diz respeito à mobilidade interna. Porém, ressalta que após muitos anos de trabalho sério, conseguiu – se formar a maior rede de rodovias duplicadas continente europeu e a segunda maior rede de ferrovias de alta velocidade do mundo.

O embaixador salienta que possuir uma gestão aeroportuária eficaz é extremamente importante para um país como o Brasil. Por ser de tamanho continental somente um sistema competente será capaz de determinar o sucesso final do projeto.

A Espanha deposita no Brasil grande esperança de desenvolvimento aeroportuário, uma vez que representa uma liderança para países vizinhos. Desta forma, vem colaborando de forma ativa não só na troca de experiências, mas também espera ajudar diretamente na formação de pessoas.

Os aeroportos brasileiros não são os únicos que se espelham na Espanha. Segundo dados da embaixada, cerca de 65% dos voos comerciais operados ao redor do mundo utilizam sistema espanhol de controle e gestão.

A Aeropuertos Españoles Y Navegación Aérea (Aena), entidade estatal espanhola, é reconhecida como a maior administradora de voos do mundo, responsável por gerenciar 46 aeroportos e dois heliportos na Espanha.

Fora do país é responsável pela gestão de outros quinze aeroportos no mundo. Entre eles, o Aeroporto de Luton, localizado na cidade de Londres. Além da Aena, outras administradoras espanholas são responsáveis por voos em terminais importantes. O gigante e movimentado Heathrow, por exemplo, é gerenciado por uma empresa espanhola.

De acordo com o Ministro, o fortalecimento de aeroportos regionais faz parte de um processo natural gerado após as concessões dos grandes terminais.

Os planos da aviação regional brasileira são audaciosos. Segundo o planejamento apresentado em ocasiões anteriores, o objetivo é que 96% dos brasileiros possuam um aeroporto a menos de 100 Km de casa.

Aeroportos Regionais

Gol inaugura serviço de “Bagagem Expressa”

Autor GOL - Categoria Informações - 08 : October : 2014

Tags: , ,

0

Gol Bagagem ExpressaA companhia aérea Gol, anunciou o serviço de “Bagagem Expressa”, atualmente exclusivo em todos os aeroportos do Brasil. O novo serviço permite que o passageiro realize todos os procedimentos de check -in e pesagem de malas de forma autônoma e independente. Caso haja excesso de peso, o passageiro pode efetuar o pagamento de taxa adicional no próprio terminal através de cartão de crédito.

Passada por estas etapas, o passageiro pode dirigir – se ao guichê de atendimento para que o funcionário da empresa faça o devido despacho na esteira.

O projeto inicial está implantado de forma experimental no Aeroporto de Congonhas e conta com dois totens de atendimento. A companhia informou que até o mês de dezembro deste ano os aeroportos do Rio de Janeiro (Santos Dumont), e Confins (Minas Gerais) também receberão o sistema inteligente.

A Gol explica que este serviço funciona sob o conceito self bag drop e está dividido em três etapas. A ideia é desafogar as filas nos aeroportos e fazer com que a experiência do usuário seja mais rápida. Na segunda parte da implementação os passageiros poderão realizar todos os processos aeroportuários por si mesmo.

Segundo André Lima, diretor de Aeroportos da Gol o modelo já é um sucesso em outros terminais ao redor do mundo e isso foi um fator determinante para a implementação no Brasil. A meta é ampliar as opções para todos os clientes, mas sem deixar de oferecer o serviço tradicional.

André também explica que as balanças de pesagem estão acopladas aos totens de atendimento. Caso o excesso de peso seja detectado o sistema fará o cálculo automaticamente e apresentará no ato o valor a ser pago, através do cartão de crédito.

O projeto de expansão da companhia visa oferecer em todos os aeroportos, a partir dos próximos meses o pagamento de taxas com excesso peso através de dinheiro, tecnologia inédita na América do Sul.

O sistema que entrou em operação no Aeroporto de Congonhas durante a primeira semana de setembro e já registrou 6% de utilização. Paulo Palaia, diretor de Tecnologia da Gol, explica que o software permite essa integração e foi exclusivamente desenvolvido pela companhia com foco na agilidade.

Gol Bagagem Expressa