Antecipe-se na compra da passagem aérea

Comprar passagens aéreas com antecedência é a certeza de que você encontrará preços mais interessantes para o seu bolso. Dependendo do destino, os valores e descontos poderão variar. As companhias aéreas disponibilizam reservas de até 1 ano antes da viagem em si....

Leia Mais

Brasil tem a Espanha como referência em gestão de aeroportos

Autor GOL - Categoria Aeroportos - 15 : April : 2015

Tags: , , , ,

0

Aeroportos RegionaisDurante seminário sobre Gestão de Aeroportos Regionais: experiência Aena, realizado durante os dias 29 e 30 de setembro, o Brasil pode conhecer melhor a experiência da Espanha em gestão de terminais regionais. O evento faz parte do projeto de expansão dos aeroportos regionais nacionais.

De acordo com o Ministro da Aviação Civil, Moreira Franco, o país (Espanha) foi escolhido por possuir grande experiência em aviação regional. O Ministro aponta que os espanhóis conseguiram formar uma estrutura que é capaz de deixar em harmonia aeroportos de grande e pequeno porte com diferentes formas de rentabilidade. Tudo através de um esquema de subsídios que privilegia a população.

Além de membros de estatais aeroportuárias, o seminário Gestão Aeroportos Regionais contou com a presença da empresa espanhola Ineco, que é responsável por fornecer serviços de infraestrutura de transporte em mais de quarenta e cinco países diferentes.

Manuel de La Cámara Hermoso, embaixador da Espanha no Brasil, enfatiza que o país enfrentou os mesmo desafios que o Brasil enfrenta no que diz respeito à mobilidade interna. Porém, ressalta que após muitos anos de trabalho sério, conseguiu – se formar a maior rede de rodovias duplicadas continente europeu e a segunda maior rede de ferrovias de alta velocidade do mundo.

O embaixador salienta que possuir uma gestão aeroportuária eficaz é extremamente importante para um país como o Brasil. Por ser de tamanho continental somente um sistema competente será capaz de determinar o sucesso final do projeto.

A Espanha deposita no Brasil grande esperança de desenvolvimento aeroportuário, uma vez que representa uma liderança para países vizinhos. Desta forma, vem colaborando de forma ativa não só na troca de experiências, mas também espera ajudar diretamente na formação de pessoas.

Os aeroportos brasileiros não são os únicos que se espelham na Espanha. Segundo dados da embaixada, cerca de 65% dos voos comerciais operados ao redor do mundo utilizam sistema espanhol de controle e gestão.

A Aeropuertos Españoles Y Navegación Aérea (Aena), entidade estatal espanhola, é reconhecida como a maior administradora de voos do mundo, responsável por gerenciar 46 aeroportos e dois heliportos na Espanha.

Fora do país é responsável pela gestão de outros quinze aeroportos no mundo. Entre eles, o Aeroporto de Luton, localizado na cidade de Londres. Além da Aena, outras administradoras espanholas são responsáveis por voos em terminais importantes. O gigante e movimentado Heathrow, por exemplo, é gerenciado por uma empresa espanhola.

De acordo com o Ministro, o fortalecimento de aeroportos regionais faz parte de um processo natural gerado após as concessões dos grandes terminais.

Os planos da aviação regional brasileira são audaciosos. Segundo o planejamento apresentado em ocasiões anteriores, o objetivo é que 96% dos brasileiros possuam um aeroporto a menos de 100 Km de casa.

Aeroportos Regionais

Gol inaugura serviço de “Bagagem Expressa”

Autor GOL - Categoria Informações - 08 : October : 2014

Tags: , ,

0

Gol Bagagem ExpressaA companhia aérea Gol, anunciou o serviço de “Bagagem Expressa”, atualmente exclusivo em todos os aeroportos do Brasil. O novo serviço permite que o passageiro realize todos os procedimentos de check -in e pesagem de malas de forma autônoma e independente. Caso haja excesso de peso, o passageiro pode efetuar o pagamento de taxa adicional no próprio terminal através de cartão de crédito.

Passada por estas etapas, o passageiro pode dirigir – se ao guichê de atendimento para que o funcionário da empresa faça o devido despacho na esteira.

O projeto inicial está implantado de forma experimental no Aeroporto de Congonhas e conta com dois totens de atendimento. A companhia informou que até o mês de dezembro deste ano os aeroportos do Rio de Janeiro (Santos Dumont), e Confins (Minas Gerais) também receberão o sistema inteligente.

A Gol explica que este serviço funciona sob o conceito self bag drop e está dividido em três etapas. A ideia é desafogar as filas nos aeroportos e fazer com que a experiência do usuário seja mais rápida. Na segunda parte da implementação os passageiros poderão realizar todos os processos aeroportuários por si mesmo.

Segundo André Lima, diretor de Aeroportos da Gol o modelo já é um sucesso em outros terminais ao redor do mundo e isso foi um fator determinante para a implementação no Brasil. A meta é ampliar as opções para todos os clientes, mas sem deixar de oferecer o serviço tradicional.

André também explica que as balanças de pesagem estão acopladas aos totens de atendimento. Caso o excesso de peso seja detectado o sistema fará o cálculo automaticamente e apresentará no ato o valor a ser pago, através do cartão de crédito.

O projeto de expansão da companhia visa oferecer em todos os aeroportos, a partir dos próximos meses o pagamento de taxas com excesso peso através de dinheiro, tecnologia inédita na América do Sul.

O sistema que entrou em operação no Aeroporto de Congonhas durante a primeira semana de setembro e já registrou 6% de utilização. Paulo Palaia, diretor de Tecnologia da Gol, explica que o software permite essa integração e foi exclusivamente desenvolvido pela companhia com foco na agilidade.

Gol Bagagem Expressa

ANAC debate utilização de slots por linhas aéreas

Autor GOL - Categoria Informações - 22 : April : 2013

Tags: , , , , , ,

0

ANACA Agência Nacional de Aviação Civil (ANAC) instaurou no dia 1 de fevereiro uma audiência pública para discussão de resolução que regulamentará os novos procedimentos de utilização de horários e partidas de voos (slots) em aeroportos que operem no limite de sua capacidade ou que sejam importantes para a malha aérea no Brasil.

A minuta de resolução da ANAC, submetida à Audiência Pública nº 02/2013, está em consonância com os objetivos das medidas de aprimoramento regulatório previstas nas diretrizes políticas constantes do “Programa de Investimentos em Logística: Aeroportos”, do Governo Federal. O objetivo da nova norma da ANAC é incentivar a melhor utilização dos slots pelas linhas aéreas, penalizando o uso inadequado da infraestrutura aeroportuária escassa.

Com isso, estimula-se a eficiência, a concorrência e promove-se o acesso de novas linhas aéreas aos aeroportos com infraestrutura saturada. Segundo o diretor-presidente, Marcelo Pacheco dos Guaranys, “… queremos tornar mais rígidas as exigências às companhias para manutenção de seus slots, otimizar o uso da infraestrutura aeroportuária e ampliar o acesso de mais empresas em cada aeroporto. Isso aumentará a concorrência, contribuindo para redução do preço das passagens aéreas.

As linhas aéreas que utilizarem mal seus slots, descumprindo índices de regularidade e pontualidade previamente estabelecidos, vão perder esses horários mais facilmente em relação à regra atual”, explica. A nova resolução da ANAC traz diversas inovações regulatórias frente à resolução vigente (Resolução n°2/2006) da Agência.

As principais mudanças propostas são a inclusão da pontualidade como parâmetro de verificação da eficiência na utilização dos slots, o que facilita a retirada dos slots mal utilizados e penaliza as empresas que não utilizarem adequadamente a infra-estrutura. A possibilidade de definição de parâmetros de regularidade e pontualidade adequados às características de cada de aeroporto, o que permite exigências maiores das linhas aéreas em aeroportos mais relevantes, como o Aeroporto de Congonhas, e o estabelecimento de temporadas para o monitoramento da utilização dos slots aeroportos, de forma a conferir a certeza da penalização pelo uso ineficiente da infraestrutura, com respeito à previsibilidade das operações.

GOL tem novo projeto para bagagem de mão

Autor GOL - Categoria Informações - 27 : December : 2012

Tags: , , , , , , , , , , , , , , , , , ,

0

linhas aéreas GolAs linhas aéreas Gol são uma companhia aérea brasileira, criada em 15 de Janeiro de 2001, em São Paulo. A companhia é presidida por Paulo Kakinoff substituto de Constantino de Oliveira Junior, que assumirá a presidência do conselho administrativo. Ele é herdeiro do Grupo Áurea, um dos maiores grupos de voos de transporte de passageiros do Brasil, herdado por seu pai, Nenê Constantino, que segundo denuncias teria mandado matar seu ex-genro porque estaria insatisfeito com a interferência dele nos negócios da família.

O conceito low-cost, adotado pela companhia em sua fundação e inspirado na pioneiras linhas aéreas Southwest Airlines, não é mais presente, pois possui preços de alguns trechos equivalentes, ou até maiores à sua principal concorrente, a TAM Linhas Aéreas. Juntas, as duas linhas aéreas possuem mais de 80 % do mercado nacional, ao passo que a Gol possui menos de 30% dos voos internacionais. Seu principal destino fora do país é Buenos Aires, tendo vários voos diários partindo de Florianópolis, Porto Alegre, Rio de Janeiro, São Paulo e Curitiba via Assunção.

linhas aéreas GolO “Gabarito de Bagagem de portão” é o novo projeto da GOL Linhas Aéreas Inteligentes. Tendo sido colocado em prática, inicialmente no aeroporto de Congonhas, este projeto é sobre o tamanho das bagagens de mão de seus clientes. Um instrumento, semelhante a uma caixa com fundo falso, será utilizado pelo agente de aeroporto para medir o tamanho da mala de mão dos clientes na fila do embarque para os voos.

A idéia é verificar se elas são compatíveis com o espaço do bagageiro da cabine do avião. Para André Lima, diretor de Aeroportos da GOL “… o ’gabarito de bagagem de portão’ é apenas uma das ações que estamos implantado para tornar mais simples e prática a passagem de nossos clientes pelo aeroporto. Este produto é vantagem, sobretudo, para o atendimento aos clientes que realizam o auto-atendimento e seguem direto à sala de embarque para os voos. O projeto foi iniciado no aeroporto de Congonhas e será estendido de forma gradativa aos demais aeroportos”.