Anac mantém multa a pilotos da Gol

Em 2006, o jato executivo Legacy comandado pelo piloto norte-americano Joseph Lepore, colidiu com um avião da Gol. Este acidente matou 154 pessoas e foi o motivo da multa de R$ 10 mil aplicada pela Junta Recursal da Anac (Agência Nacional de Aviação...

Leia Mais

Belo Horizonte e Rio de Janeiro mais próximos

Autor GOL - Categoria Viagens - 21 : September : 2011

Tags: , , ,

0

Rio de JaneiroA Azul Linhas Aéreas inicia a venda de passagens para novos vôos entre o Aeroporto Internacional Tancredo Neves – em Confins, região metropolitana de Belo Horizonte, e o Aeroporto Internacional Tom Jobim – Galeão, no Rio de Janeiro.

As passagens aéreas para os novos vôos já estão disponíveis para compra e iniciam com preços a partir de R$ 79,90 (tarifa válida por trecho). O valor é válido por trecho e está sujeito à disponibilidade de assentos. O pagamento pode ser parcelado em até dez vezes no cartão de crédito. As operações entre os destinos terão início em 10 de setembro, com uma freqüência diária, em cada sentido. As operações serão realizadas com os modernos jatos Embraer 190 e 195.

Esta promoção é válida somente para vôos diretos operados pela AZUL. Reservas são obrigatórias, as quais devem ser realizadas no mesmo momento, de 08/08 até 22/08/11, com a antecedência mínima de 07 dias do vôo de ida, e viagens realizadas no período de 10/09 a 30/09/11. Tarifas sujeitas às regras tarifárias e disponibilidade de assentos.

Com o início do vôo no Galeão, o mineiro contará com três freqüências diárias para o Rio de Janeiro. Já o carioca, terá à disposição no Aeroporto de Confins 13 conexões para cidades brasileiras: Belém, Campinas, Fortaleza, Ilhéus, Porto Seguro, Natal, Porto Alegre, Recife, São José dos Campos, Salvador, Vitória e Teresina.

Rio de Janeiro

GOL inova mais uma vez no mercado da aviação

Autor GOL - Categoria Linhas Aéreas, Viagens - 12 : September : 2011

Tags: , , , ,

0

As linhas aéreas GOL oferecem a partir desta quinta-feira, dia 1º, seu novo sistema de entretenimento de bordo, inédito na aviação mundial. Os vôos serão complementados com acesso a conteúdos de qualidade, fornecidos por alguns dos maiores grupos de comunicação do Brasil. O acesso é gratuito, realizado por meio dos aparelhos dos próprios passageiros.

linhas aéreas GOL

“Com muita criatividade, que desenvolvemos para os nossos clientes uma opção de entretenimento de bordo que oferece programação de alta qualidade, com baixos custos com implantação”, destaca Claudia Pagnano, vice-presidente de Mercado e Novos Negócios da Gol. “Inicialmente, o produto está disponível para iPhones, iPads, iPods touch, netbooks e notebooks equipados com a tecnologia WI-FI. Futuramente, também estará disponível para outros tipos de tablets e smartphones”.

O novo entretenimento de bordo da Gol, batizado “Gol no ar”, oferece conteúdos variados, com notícias e artigos de jornais e revistas, programas de TV, esportes, jogos e canais de músicas para gostos diversos. O acesso é realizado durante o vôo e o conteúdo é atualizado automaticamente a cada pouso em nove aeroportos: São Paulo/Congonhas, São Paulo/Guarulhos, Rio de Janeiro/Santos Dumont, Rio de Janeiro/Tom Jobim-Galeão, Belo Horizonte/Confins, Salvador, Porto Alegre, Brasília, Belém e Fortaleza.

O serviço está presente em 35 aeronaves da Gol, que realizam cerca de 250 vôos diários, principalmente na Ponte Aérea entre Rio de Janeiro e São Paulo, o mercado mais movimentado do Brasil. A previsão é que haja expansão para cerca de 380 vôos diários até o fim do ano.

O portal “Gol no ar” é mais uma na série de inovações lançadas recentemente pela empresa no Brasil, como a introdução do serviço de venda de alimentos a bordo, que será expandida para mais de 400 vôos diários até o fim do ano, e a operação de aeronaves 737 Next Generation configuradas com o padrão de interior futurista Boeing Sky Interior. Desde o início de suas operações, a Gol já estabeleceu marcos importantes no setor de aviação comercial brasileiro. Foi a primeira companhia aérea a focar as vendas pela internet e a eliminar o tradicional bilhete de papel, reduzindo custos e simplificando a experiência de viagem dos clientes. Também foi pioneira ao oferecer o check-in inteiramente pelo celular e a permitir check-in em vôos domésticos pelo aparelho iPhone.

linhas aéreas GOL

A pontualidade dos vôos no Brasil

Autor GOL - Categoria Viagens - 05 : September : 2011

Tags: , , ,

0

O número de embarques em vôos no Brasil cresceu 22% entre 2009 e 2010. Em mais de 90% dos casos, ao longo do ano passado, todas as etapas de vôo previstas – medidas pelo índice de regularidade – foram cumpridas. Em dezembro, período de férias, apenas 74,3% dos vôos foram considerados pontuais. Maio foi o mês que apresentou maior índice de pontualidade: 87,7%. Os dados constam do Anuário do Transporte Aéreo, publicado na última segunda-feira pela Anac (Agência Nacional de Aviação Civil).

vôos

No quesito pontualidade, 2010 começou com o índice em 79,4%. Atingiu o ápice em maio (87,7%) e, em julho, também período de férias, caiu para 82,8%. Esse percentual se manteve sem grandes variações até novembro, na faixa dos 82%. Em dezembro, outro período de férias, foi registrada queda para 74,3%.

Ao longo de todo o ano de 2010, o índice de regularidade dos vôos se manteve entre 90% e 95%. Ele é responsável por avaliar, entre outros procedimentos das empresas, o percentual de vôos não cancelados.

O estudo considera pontuais os vôos domésticos cuja “partida dos motores” ocorra até 15 minutos após a hora prevista, ou que a “parada dos motores”, após a chegada ao destino, ocorra com atraso máximo de 15 minutos. No caso dos vôos internacionais, são pontuais os vôos cuja partida ou a chegada ocorram com até 30 minutos de atraso.

Entre os aeroportos menos pontuais estão três do Pará: Itaituba, com apenas 15%; Oriximiná, com 19% e Almerim, com 29%. Já os mais pontuais foram os de Campinas (SP), com 88% de pontualidade; Santos Dumont (RJ) e Confins (MG), ambos com 87%.

O aeroporto que apresentou maior número de decolagens, tanto para vôos nacionais como para internacionais, foi o de Guarulhos (SP), com pouco mais de 80 mil decolagens para destinos nacionais e quase 30 mil para destinos internacionais.

Ainda em São Paulo, o Aeroporto de Congonhas registrou cerca de 75 mil decolagens de vôos nacionais, e o de Brasília, 70 mil – também para vôos nacionais. O segundo aeroporto a apresentar maior número de vôos internacionais foi o do Galeão (RJ), com cerca de oito mil decolagens.

A Anac informa que 94% das decolagens foram de vôos nacionais, e 6% internacionais. Os Estados Unidos continuam sendo o principal destino internacional dos vôos originários no Brasil. Para lá foram cerca de 3,24 milhões de passageiros, somando os números das empresas aéreas estrangeiras e nacionais.

No entanto, o destino que apresentou maior crescimento entre 2009 e 2010 foi a Argentina, Em 2009, esse foi o destino de cerca de dois milhões de passageiros. Em 2010, o número aumentou para 2,77 milhões.