Companhias pequenas em concorrência com

Com um crescimento de 30% em dezembro de 2011, as companhias aéreas de menor porte estão aumentando a concorrência às grandes empresas como Gol e TAM. A razão para esse crescimento é justificada por uma análise ao mercado aéreo....

Leia Mais

Tempo de espera em aeroportos terá de ser menor

Autor GOL - Categoria Informações - 24 : June : 2015

Tags: , , ,

0

Secretaria de Aviação CivilAo que tudo indica as filas gigantes e demoradas em aeroportos nacionais estão com os dias contados.

Desde segunda – feira, treze de outubro, os aeroportos nacionais estão obrigados a reduzir o tempo de espera em filas do desembarque de voos internacionais. O maior problema é apresentado nas filas da Alfândega.

A partir desta semana o passageiro terá de ficar no máximo 16 minutos na fila da Polícia Federal e cerca de 8 minutos na fila da Receita Federal. O aeroporto que já registra tempos parecidos com estes é o Aeroporto do Galeão (Rio de janeiro).

Entre os terminais mais demorados estão os aeroportos de Manaus e Fortaleza. Porém, o caso mais grave é o observado no Aeroporto de Brasília, que muitas vezes a fila simplesmente não avança.

A redução no tempo de espera se dá por conta do bem estar dos passageiros. Muitos deles, voltando de voos internacionais longos estão exaustos. Chegando ao aeroporto ainda precisam enfrentar demoradas filas.

Bem verdade que os procedimentos são necessários e importantes, como por exemplo, carimbar o passaporte confirmando entrada no país novamente, ou o vistoria de bagagens. Metodologias básicas de segurança em qualquer terminal.

A medida foi tomada após um levantamento da Secretaria de Aviação Civil que constatou a lentidão nos aeroportos brasileiros. Apesar de alguns terminais apresentarem muita agilidade na vistoria de malas, a maioria demonstra lentidão em comparação com terminais internacionais.

O Aeroporto do Galeão, no Rio de Janeiro, possui uma média aceitável. O segundo menor tempo de espera foi apresentado no Aeroporto Salgado Filho, em Porto Alegre, seguido do terminal de Guarulhos, onde o tempo médio varia em torno de 20 minutos (entre Polícia Federal e Alfândega).

De acordo com a Secretaria de Aviação Civil, a redução do tempo de espera em filas nos aeroportos, além de gerar bem estar aos passageiros irá deixar o Brasil na média de terminais internacionais.

Secretaria de Aviação CivilMesmo com a norma, a Secretaria de Aviação Civil não irá punir os aeroportos que extrapolarem o tempo limite.

Os dois órgãos responsáveis: Polícia Civil e Receita Federal, receberam a norma sem grandes oposições e declararam colaborar com a Secretaria.

Brasil tem a Espanha como referência em gestão de aeroportos

Autor GOL - Categoria Aeroportos - 15 : April : 2015

Tags: , , , ,

0

Aeroportos RegionaisDurante seminário sobre Gestão de Aeroportos Regionais: experiência Aena, realizado durante os dias 29 e 30 de setembro, o Brasil pode conhecer melhor a experiência da Espanha em gestão de terminais regionais. O evento faz parte do projeto de expansão dos aeroportos regionais nacionais.

De acordo com o Ministro da Aviação Civil, Moreira Franco, o país (Espanha) foi escolhido por possuir grande experiência em aviação regional. O Ministro aponta que os espanhóis conseguiram formar uma estrutura que é capaz de deixar em harmonia aeroportos de grande e pequeno porte com diferentes formas de rentabilidade. Tudo através de um esquema de subsídios que privilegia a população.

Além de membros de estatais aeroportuárias, o seminário Gestão Aeroportos Regionais contou com a presença da empresa espanhola Ineco, que é responsável por fornecer serviços de infraestrutura de transporte em mais de quarenta e cinco países diferentes.

Manuel de La Cámara Hermoso, embaixador da Espanha no Brasil, enfatiza que o país enfrentou os mesmo desafios que o Brasil enfrenta no que diz respeito à mobilidade interna. Porém, ressalta que após muitos anos de trabalho sério, conseguiu – se formar a maior rede de rodovias duplicadas continente europeu e a segunda maior rede de ferrovias de alta velocidade do mundo.

O embaixador salienta que possuir uma gestão aeroportuária eficaz é extremamente importante para um país como o Brasil. Por ser de tamanho continental somente um sistema competente será capaz de determinar o sucesso final do projeto.

A Espanha deposita no Brasil grande esperança de desenvolvimento aeroportuário, uma vez que representa uma liderança para países vizinhos. Desta forma, vem colaborando de forma ativa não só na troca de experiências, mas também espera ajudar diretamente na formação de pessoas.

Os aeroportos brasileiros não são os únicos que se espelham na Espanha. Segundo dados da embaixada, cerca de 65% dos voos comerciais operados ao redor do mundo utilizam sistema espanhol de controle e gestão.

A Aeropuertos Españoles Y Navegación Aérea (Aena), entidade estatal espanhola, é reconhecida como a maior administradora de voos do mundo, responsável por gerenciar 46 aeroportos e dois heliportos na Espanha.

Fora do país é responsável pela gestão de outros quinze aeroportos no mundo. Entre eles, o Aeroporto de Luton, localizado na cidade de Londres. Além da Aena, outras administradoras espanholas são responsáveis por voos em terminais importantes. O gigante e movimentado Heathrow, por exemplo, é gerenciado por uma empresa espanhola.

De acordo com o Ministro, o fortalecimento de aeroportos regionais faz parte de um processo natural gerado após as concessões dos grandes terminais.

Os planos da aviação regional brasileira são audaciosos. Segundo o planejamento apresentado em ocasiões anteriores, o objetivo é que 96% dos brasileiros possuam um aeroporto a menos de 100 Km de casa.

Aeroportos Regionais

Gol lidera venda de passagens aéreas

Autor GOL - Categoria Informações - 03 : March : 2015

Tags: , ,

0

Gol Linhas AéreasDurante este período as companhias aéreas passam a exibir balanços. Através destes dados é possível traçar diversos rankings. Diante disto, a Gol Linhas Aéreas pode afirmar que a estratégia de focar em passageiros executivos vem dando resultados positivos.

O presidente da companhia, Paulo Kakinoff, realizou uma série de entrevistas a fim de mostrar os números da empresa durante o ano de 2014.

Na ocasião, Kakinoff divulgou que, pela primeira vez, a Gol Linhas Aéreas ocupou o primeiro lugar nas vendas de passagens aéreas para executivos. Os números são fruto da pesquisa realizada pela Associação Brasileira de Agências de Viagem Corporativa (Abracorp).

A Gol Linhas Aéreas é líder em vendas de passagens aéreas corporativas durante os últimos doze meses.

Durante o último trimestre a Gol Linhas Aéreas já havia sido líder em vendas, mas, pela primeira vez ocupou a liderança anual – explica o executivo.

Paulo Kakinof relembrou que ao longo dos últimos dois anos a Gol Linhas Aéreas vem implantando uma série de medidas a fim de atender cada vez melhor este público.

Melhorias na pontualidade de linhas aéreas, facilidades de autoatendimentos através de dispositivos eletrônicos, maior espaço nas aeronaves, maiores opções de rotas além de novas configurações dentro das aeronaves foram algumas das ações que possibilitaram melhorar a experiência destes clientes.

O executivo destacou que cerca de 60% dos usuários de linhas aéreas domésticas viajam a fim de realizar negócios, enquanto 40% deles são viajantes de lazer.

Paulo explicou que anteriormente a meta da Gol Linhas Aéreas era focar no segundo grupo, mas a forte concorrência fizeram com que a empresa passasse a focar no primeiro grupo.

Gol Linhas AéreasVale lembrar que passageiros de lazer escolhem suas passagens aéreas através do melhor preço, ao ponto que executivos preferem conforto, menor tempo e facilidades na hora da compra. Além disso, as companhias brasileiras destacam que as linhas aéreas que possuem destino ao Rio de Janeiro e São Paulo são as mais lucrativas do país.

Apesar de focar no mercado corporativo, a Gol Linhas Aéreas não deixará de atuar no segmento lazer. Paulo Kakinoff explica que a empresa “sempre irá oferecer os melhores serviços para os diversos tipos de clientes”.

GOL apresenta alta em suas receitas

Autor GOL - Categoria Informações - 07 : January : 2015

Tags: , , ,

0

O mercado da aviação comercial vem apresentado seus balanços trimestrais durante este mês. Quase todas as companhias aéreas que operam seus voos por aqui estão divulgando seus números.

GOL Linhas Aéreas

Recentemente a GOL Linhas Aéreas divulgou a receita obtida por passageiro. De acordo com os números, a companhia obteve um aumente em relação ao mesmo período do ano passado.

Estes resultados positivos serviram de confirmação para a estratégia de mercado adotada pela empresa. Ou seja, a GOL Linhas Aéreas vem reduzindo a oferta em determinados ambientes e aumentando em outros.

A operadora de linhas aéreas divulgou para a imprensa que a receita por passageiro (conhecido como Prask), teve um aumento de 9% durante o terceiro trimestre em relação ao mesmo período do ano anterior.

A Gol Linhas Aéreas também informou que o preço de suas passagens aéreas teve uma pequena queda durante o mesmo período de comparação.

Quando questionada sobre mais detalhes do índice Prask ou sobre o Vield (marcador referente ao preço das passagens aéreas) a Gol não deu maiores detalhes.

A taxa de ocupação nas linhas aéreas da Gol também apresentou um aumento. Durante setembro de 2013 esta taxa batia a casa de 76%, durante o terceiro trimestre este percentual subiu para 77%.

Segundo o comunicado da GOL Linhas Aéreas, a taxa de ocupação total compensou a baixa nos valores das passagens aéreas. Esta relação, segundo a empresa, representa o crescimento do Prask.

Com estes números é possível afirmar que a Gol Linhas Aéreas se mantém dentro das metas estipuladas para a empresa. Durante o ano de 2014 os planos da companhia eram de oferecer menos voos e isto vem se concretizando.

Durante o período, as linhas aéreas oferecidas pela empresa tiveram uma queda de 2,9% durante os primeiros nove meses do ano.

As linhas aéreas internacionais da GOL também tiveram crescimento durante o terceiro trimestre. A demanda cresceu cerca de 30%. Já a taxa de ocupação dos voos internacionais ficou na média de 72%.

Isso significa que as linhas aéreas da GOL, sejam elas internacionais ou domésticas apresentaram aumentos em todos aspectos. Mesmo com o mercado instável é possível comemorar.

GOL Linhas Aéreas